Será que a sua profissão está em risco de extinção?

profissoes


Quem não se lembra do datilógrafo? Que nos anos 80 era imprescindível para dinamizar as atividades nos escritórios de diversos segmentos. A evolução da informática fez com que vários profissionais aposentassem as máquinas de escrever e se tornassem digitadores, sepultando cursos de datilografia e, consequentemente, acabando com a procura de profissionais no mercado.

A tecnologia, em ação conjunta com o novo dinamismo da vida moderna, sepulta ideias e empregos que não se atualizaram numa velocidade inexplicável. Em vários setores, serviços que pleiteavam a pura burocracia e preenchimentos a punho próprio foram substituídos por serviços digitais e cada vez mais eficazes como pode ser visto nesta reportagem.

No estado de São Paulo, o famoso Poupatempo, atesta a situação pré-histórica de certos serviços e acaba com vários intermediários para a resolução de problemas, em poucos minutos você consegue fazer o licenciamento do veículo, tirar RG, fazer o Seguro Desemprego ou acertar algum imposto atrasado, seja da esfera municipal, estadual ou federal.

Profissionais de contabilidade, despachante, administrativo tem que se reposicionar no novo modelo de negócio para não se transformarem em profissões extintas. Para pontuarmos, um estudo norte americano, mostrou o que número de auxiliares de contabilidade, contadores e auditores caiu de 1,7 milhões para 1,3 milhões de 2000 a 2010, nos Estados Unidos. Outro profissional estudado, o assistente administrativo, teve uma redução de 4,2 milhões para 3,1 milhões, no mesmo período.

E aí? Você acha que a sua profissão pode ser a próxima da lista? Como se reposicionar no mercado de uma forma rápida e rentável? O melhor, usando a sua carteira de clientes para fomentar um novo negócio. A franquia Home Seguralta pode ser um grande negócio, quer saber como, veja neste link.

Deixe um comentário