Seguro de vida custa menos para jovens

seguro-de-vida
O interesse pelo seguro de vida tem aumentado entre os brasileiros.

O seguro de vida é mais importante para os jovens no início da carreira, que têm filhos pequenos, estão comprando a casa própria e têm mais dívida do que uma poupança acumulada.

Segundo Fabiano Lima, diretor da SulAmérica Seguros, a morte do principal provedor das famílias jovens implicará em uma mudança significativa do padrão de consumo e comprometerá, especialmente, a educação dos filhos. “São as pessoas que mais precisam fazer um seguro para a família”, disse.

Com 60 anos, na maioria dos casos, os filhos já estão formados e não precisarão de dinheiro para educação.

Lima falou ainda sobre como combinar diferentes tipos de seguro —vida, previdência, prestamista etc.— para garantir o futura da família.

Por outro lado, o seguro para as pessoas entre 30 a 35 anos custa quase a metade, por exemplo, dos segurados entre 45 e 50 anos. Após 55 anos, o valor mensal pode ser o triplo.

Fonte: Folha de S. Paulo