Seguro de Vida: Conheça os termos mais comuns ao contratar

Seguro de Vida

Ao adquirir qualquer produto é essencial que você entenda pelo o que está pagando, mas em alguns casos, como no seguro de vida, possuem muitos termos técnicos e acaba dificultando o entendimento do produto. Para auxiliar você nessa questão, preparamos alguns termos que mais geram dúvidas na hora da contração de um seguro de vida.

O seguro de vida é o que garante o pagamento de uma indenização ao segurado pela antecipação especial por doença, invalidez permanente total ou parcial por acidente ou ao beneficiário em caso de morte natural ou morte acidental. Portanto, é um produto com várias especificações que utilizam de termos poucos conhecidos ou que possuem dificuldade para serem entendidos, como:

Beneficiário: pessoa física ou jurídica indicada na apólice para receber o benefício na ocorrência de sinistro coberto pelo seguro. A nomeação é de livre escolha do segurado e pode ser mais de um beneficiário.

Benefício: valor pago pela seguradora aos beneficiários na ocorrência de sinistro coberto pelo seguro.

Carência: período estabelecido nas condições gerais do seguro no qual o segurado ou o beneficiário não terá direito ao recebimento do benefício na ocorrência de sinistro coberto pelo seguro.

Declaração pessoal de saúde – DPS: conjunto de informações fornecidas pelo segurado para a seguradora sobre suas condições de saúde, seu histórico médico familiar e suas atividades.

Período de não contestação: período definido nas condições gerais do seguro, no qual a seguradora não pode alegar doença ou lesão preexistente para contestar o pagamento de benefício.

Período de suspensão: o segurado não tem direito às coberturas, mas pode restabelecê-las se reabilitar a apólice. O período de suspensão está previsto nas condições gerais do seguro.

Período de tolerância: período definido nas condições gerais do seguro durante o qual mesmo após o vencimento do prêmio não pago o segurado mantém direito às coberturas contratadas.

Período de vigência: tempo pelo qual a proteção contratada permanece válida, mediante o devido pagamento dos prêmios.

Provisão Matemática de Benefícios a Conceder (PMBaC): montante formado pelas seguradoras para garantir o pagamento dos benefícios na ocorrência de sinistro coberto pelo seguro.

Valor de resgate: Esse valor costuma estar disponível após um prazo definido pela seguradora. O recebimento de parte do valor de resgate disponível implica na redução do capital segurado e já ao resgatar todo o valor disponível, o seguro é automaticamente cancelado.

As principais coberturas que podem gerar dúvidas, são:

Morte: é o pagamento da indenização ao beneficiário, quando ocorrer a morte do segurado por causa natural ou acidental.

Morte acidental em dobro ou indenização especial: é o pagamento em dobro do capital contratado, quando ocorrer a morte acidental do segurado.

Invalidez permanente total ou parcial por acidente: consiste no pagamento da indenização ao próprio segurado, quando ocorrer a invalidez permanente, por motivo de acidente pessoal, devidamente coberto.

Invalidez Funcional/Antecipação Permanente por Doença: É a antecipação do pagamento da indenização relativa à cobertura de morte natural, quando o segurado apresentar quadro clínico irreversível em fase terminal e decorrente de doenças devidamente cobertas.

Além das principais coberturas e termos que causam dúvidas, há também as coberturas restritas que são aquelas que podem ser adicionadas ao seguro se julgar necessário.

DIT (Diária por Incapacidade Temporária): Você profissional liberal e algumas profissões CLT, pode contar com a cobertura de diárias por Incapacidade temporária para garantir seus rendimentos em caso de imprevistos que o afaste do trabalho.

Despesas médico-hospitalares e odontológicas: É o pagamento da indenização, mediante reembolso, referente às despesas médico-hospitalar e odontológica decorrente de acidente coberto, efetuadas exclusivamente pelo segurado para seu tratamento, desde que iniciado nos 30 primeiros dias da data do evento.

Doenças Graves: Em caso de um diagnóstico definitivo das seguintes doenças: câncer, infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral, Alzheimer e outros, o segurado recebe uma indenização até o valor do capital contratado.

Diagnóstico de Câncer: É o pagamento da indenização no valor correspondente a 50% da cobertura de morte, quando for diagnosticado na segurada algum tipo de câncer (exceto o de pele), durante o período de vigência do seguro.

Vale lembrar que para uma compreensão maior do seguro de vida e seus termos, o consultor de seguros é a pessoa mais indicada para solucionar as suas dúvidas, já que é um profissional habilitado e possui conhecimento detalhado sobre o produto.

Consulte um consultor Seguralta para solucionar suas dúvidas e entender sobre outros termos técnicos que aparecem na hora da contratação do seguro de vida.