Venda cruzada: como aplicá-la na venda de seguros

venda-cruzada-corretor


A venda cruzada é uma grande vantagem para fortalecer a relação com o cliente. Esta prática é muito comum entre Corretores. Para conseguir vender mais seguros para um cliente é necessário conhecer profundamente as fases de vida do segurado e suas reais necessidades de proteção.

“O Corretor precisa ter uma visão geral dos riscos que podem afetar a renda ou o patrimônio do seu segurado e trazer soluções para protegê-lo”, aconselha o diretor de seguros de pessoas da Yasuda Marítima, Samy Hazan.

Segundo ele, um dos profissionais mais respeitados na área de vida, as vendas cruzadas contribuem tanto para aumentar o rendimento do corretor, quanto para deixar o cliente mais tranquilo com a comodidade de ter um único Corretor para os seus seguros. “A venda cruzada é uma ferramenta capaz de permitir, a partir de uma relação de venda, que o Corretor conquiste o posto de profissional de confiança”.

As possibilidades para as vendas cruzadas são muitas, mas exigem reflexão, planejamento e conhecimento dos produtos. Para o Corretor ter sucesso nos resultados, o diretor da Hazan dá dicas para o profissional fidelizar seus clientes e torná-los mais satisfeitos, “Quando você faz a venda cruzada de forma eficiente, seus segurados irão percebê-lo como um corretor mais profissional”.

Samy dá dicas de como Corretor alavancar na profissão com as boas práticas das vendas cruzadas.

• Quanto maior forem os números de produtos e serviços que o segurado tiver com você, maiores são as chances de que ele continue com você.

• Ao ampliar e aprofundar seu relacionamento com seus segurados, você vai levantar uma barreira contra a concorrência.

• Venda cruzada é a forma mais eficiente e de maiores benefícios para aumentar sua produtividade

• A venda cruzada permite que você aumente a lucratividade em cada relacionamento com o segurado

• Venda cruzada desencoraja a abordagem transacional ou a abordagem que empurra produtos e encoraja que se trabalhe para o benefício do seu segurado (venda consultiva).

Fonte: CQCS | Suzy Silva – 13/01/2015

Deixe um comentário